segunda-feira, 14 de julho de 2008

Para um amigo que voou pra longe em um cometa!



Pequeno príncipe
Grande gênio
O bom amigo

Sabe sempre o que dizer
e quando não dizer
Sabe quando aparecer

Traz nos olhos o dom de abrandar
Traz em si uma inquietude contagiante
O mundo parece pequeno para esse gigante
Traz pra mim a mais bela poesia:
sua companhia

Harmonicamente contraditório
Entre violinos e guitarras
Crenças e descrenças
Golpes e versos
Carrega na alma a essência de um poeta
E traz na língua discurso cientista

O bom amigo
O meu amigo!
Mesmo com a distância
Mesmo sem estar
Mesmo sabendo que sou assim
Ainda assim...
Mayara Bezerra J. da Silva

Um comentário:

JOwzinha disse...

Q fofinho!!!
Um poema p o pequeno príncipe!!!