quinta-feira, 18 de junho de 2009

domingo, 7 de junho de 2009

O vampiro e a fada

Na minha mansão em noites de luar
Vivo a vagar
Vago por dentro
Conto as horas conto os dias
Vampiro que sou voou sereno
A lua e tão intima para mim, mas me afasta de você,
e o sol um loiro que nem mesmo conheço
As pessoas dizem que minha lenda não consegue falar de amor
Mas eu posso te amar sim basta que eu te sinta, basta eu te encontrar.
A lua é tão íntima pra mim, mas me afasta de você
E o sol um loiro q nem mesmo conheço
No jardim da minha mansão,
Tu es a mais linda fada
E ao te ver esqueço do tempo e lembro quando não te vejo
Hoje mesmo enlouquecido sairei em pleno sol
Para beijar-te os lábios e olhar bem nos teus olhos
Dormirei sono profundo pra não acordar sonhando
Lembrarei que tu es fada e eu apenas um vampiro
Fecharei então meus olhos pra não ver teu rosto em pranto
Morrerei bem nos teus braços pelo chão ensolarado
Então guardarei nos lábios o sobejo do teu beijo
Para eternamente nunca ter que te esquecer um dia
E eu não vivi por sangue nem por susto assombrosos
Mas foi por você que vivi
E o sorriso dos teus olhos

Juliano Cardoso

Hermeticae Rosae Crucis

Caminhe
Não olhais pra frente
Olhais,pois, pra si mesmo
E Verás teu destino onde sempre esteve

Caminhe
Os próximos passos são sombrios
Mas não conheceis nem sabeis sobre
Silenciai
e caminhe rumo ao desconhecido

Caminhe
A Luz esta a tua volta,
e dentro de ti Descobri-la
pois e sabereis
Conheceis a verdade
Caminhai de olhos vendados

Caminhe
Contemplai a tua face
E fazei dela tua guia
E assim conhecerás Deus e o Mundo

Caminhe
Meditai sobre te mesmo
E assim meditareis sobre Deus
Lapidai a tua ignorância

Caminhe
Conheceis os mistérios
E silenciará diante dos tolos
E fará de teu silencio o caminho

Caminhe
E chegarás ao ponto de luz
E dele você olhara pra cima e dizeis:
“Falta muito ainda”.
Não desanime

Caminhe

Mago Hirus
video

sexta-feira, 5 de junho de 2009

o que você não vê...

Eu sou esta que você vê...
e aquela que se esconde!
a menina que chora escondida
a mulher destemida...

Me maravilho com as pequenas coisas
me divirto com o tédio
acho graça em não fazer nada
mas adoro fazer tudo ao mesmo tempo
faço da rotina uma aventura excitante

Me canso às vezes...
Fico triste às vezes...

Adoro dançar,
escrever com o corpo cada nota
flutuar no som...
Eu sou esta que você vê
e aquela que se esconde!

E sou aquela a quem ama
a quem teme
a quem odeia

Me apaixono todos os dias
me apego facilmente ao que desperta o meu desejo
mas a poucos entrego o meu amor
a poucos me entrego
eu sou esta...


Ela.May