terça-feira, 25 de maio de 2010

Enigma...

Quem consegue decifrar?
Quem aqui não quer estar?

De um lado é doce, do mesmo lado nem tanto...
Sorriso de mistério e da sagacidade um convite há adentrar;
Como companheiros nesse caminho:
A insensatez e a racionalidade a se exacerbar.
Enquanto estou lá reconheço-me no espelho:
Sinceridade, bom humor, espiritualidade e humanidade a se espalhar,
Faz com paz de jah
eu ver o que é novo e rever o que é velho .

Quem consegue decifrar?
Quem aqui não quer estar?

Faz pulsar ainda mais forte o meu questionar
Sobre o que penso e sinto,
O que é certo, definido, já posto, vem embaralhar;
Embriaga feito vinho tinto.
Lugar que envolve ... nela dá vontade de estacionar,
Parar, pra um pouco descansar ou se aventurar;
No mesmo instante sinto que ficar não devo,
Pois não sei se ela existe mesmo quando a vejo.
E me pergunto por quanto tempo devo ficar?
Que lugar é esse?
Fácil de adjetivar, e tão difícil de conceituar, substantivar?
Não sei, só sei que já a vi por ai.
Se você souber, ela bem definir,
Me avise eu gostaria de descobrir,
Pra assim saber por onde ir...
E aí? Então vai me contar
Como é ai estar?!
por:



3 comentários:

Jowzinha disse...

Arraso!!!
Faz séculos q n escrevo!!!

=**, Jowzinha

AFRICA EM POESIA disse...

Venho deixar um livro...
Os livros são algo bem presente e forte.
Muito computador.
Muita tecnologia...
Mas os livros...
O virar a folha,
o beber as letras
São para sempre

Um beijo



OS LIVROS


Livros
Muitos livros
De várias lombadas
Largos
E finos
Mas todos eles
Meus amigos...
Que me acompanham...
Que me transportam
A todo o lado.
E que me fazem companhia...
E quando me sento
No meu canto
Pego no livro que quero...
Pego na historia mais linda
E leio...
E transporto-me...
Também... para lá...

LILI LARANJO

Daniel disse...

Com certeza seria muito bom estar perto de alguém assim, que nos contagia com suas qualidades internas. São essas que nos fazem rastejar. As externas são passageiras.

Beijos